Sindicato dos Corretores de Imóveis na Paraíba
FALE CONOSCO
(83)

3244-6196

Notícias


19/12/2014

Cofeci quer maior rigor na fiscalização a Cursos de TTI

Cofeci quer maior rigor na fiscalização a Cursos de TTI
"Infelizmente os cursos de TTI deixam muito a desejar, com um ensino bem aquém da realidade e da necessidade que os profissionais encontram no mercado de trabalho". A constatação do diretor assuntos pedagógicos do Cofeci, Oscar Hugo, motivou o Órgão a buscar junto aos Conselhos estaduais de Educação, maior rigor na liberação e fiscalização dos cursos.

Para ele, não se trata de cercear direito, mas garantir um ensino de qualidade, pois para muitos egressos desses cursos estava muito fácil obter o diploma, sem estudar durante e depois, acreditando que só pendurá-lo na parede daria conhecimento. Muitos cursos encontram-se sob severa investigação e outros foram fechados em Goiânia e São Paulo, onde uma única escola teve 7 mil diplomas cancelados e outros 400 foram recolhidos junto ao Conselho Regional.

Inclusão de nível superior

Além de normatizar os cursos de TTI, o Cofeci está empenhado na mudança da lei para inserir o nível superior na profissão do corretor de imóveis. Nesse contexto, a entidade já conta com curso em 83 instituições de ensino superior, a exemplo da UFPB em São Luis (MA), Fecap (PE), Universidade estadual de Goiás e Instituto Federal da Paraíba, estado que já conta com pós graduação lato sensu e em breve deverá ser contemplado pelo Cofeci com doutorado e mestrado em desenvolvimento territorial e urbano.

Por fim, Oscar Hugo lamentou o fim do exame de proficiência decorrente de Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público contra ele e o Cofeci. Apesar de fartamente demonstradas as deficiências do curso, a importância e responsabilidade da profissão, bem como os riscos à sociedade, a proibição foi mantida, sob pena de multa a ambos em caso de retorno à exigência do exame.

© 2014 SindImóveis. Todos os Direitos Reservados